Translate this Page








Total de visitas: 8757

TDAH e Medicação

TDAH e Medicação

O que estão fazendo com nossas crianças?

Somos o segundo maior consumidor mundial de medicamentos que têm como princípio ativo o cloridrato de metilfenidato. Não há um consenso sobre o uso do medicamento entre os profissionais que atuam na área. Há os que o defendem, garantindo que os remédios cumprem sua função para quem sofre do transtorno; por outro lado, há quem tema os efeitos colaterais. Independente das opiniões contrárias, o fato é que há crianças, adolescentes que são diagnosticados com o transtorno sem uma análise mais aprofundada do caso e consequentemente, um uso desenfreado das medicações. Por isso informe-se sempre. Saber mais sobre o TDAH é essencial. O primeiro passo é buscar conhecimento, posteriormente um profissional de saúde que faça uma boa avaliação (diagnóstico). Essa avaliação deve incluir todo o histórico de dificuldades da criança e não só os problemas escolares; com detalhes abrangentes sobre o processo de desenvolvimento e o histórico de sintomas.  

Tratamento

Saiba que há outras opções para o tratamento. Atualmente através do desenvolvimento tecnológico, o Neurofeedback surge como uma opção, com potencial para melhorar o foco, a concentração e o equilíbrio emocional, de maneira natural e não invasiva, agindo diretamente sobre as estruturas cerebrais responsáveis pela falta de atenção, hiperatividade, impulsividade, dificuldades com memória, entre outros.